Páginas

terça-feira, 4 de maio de 2010









...Eu andei pelo mato, chapadas, trilhas e serras; e cada hora meu olhar se dissipou num tom, terroso, uma algazarra de cores! Lá no alto, quando tudo era vento, eu olhei mais embaixo, a fumaça que saía de longas pernas,água abundante desde o primórdio tempo das águas. Eu nunca me cansei de olhar para os lados, qualquer lado do caminho. Passarinho, serpente, urubu que se sabe rei, lobo e flores se entendendo numa tenacidade de momento,eu capitei; todo céu nú a se mostrar, toda noite fria e cada manhã amena, todo dia embrutecido pelo sol. Ah! Tantos caminhos um homem pode seguir. Eu escolhi o mais bonito, o que me leva sempre onde quero estar!
Vall Duarte

Foto: Estrada para o Pico das Agulhas Negras, parte alta do Parque Nacional do Itatiaia -MG/RJ/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário